Além do DF, atos pró-Bolsonaro ocorrem em ao menos 19 estados

Atos a favor do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, alcançam ao menos 19 estados e o Distrito Federal neste domingo (30/9). As manifestações ocorrem um dia após os protestos, promovido por mulheres, contra o presidenciável.

Até o momento, Brasília registrou o maior ato. Segundo dados da Polícia Militar, 25 mil veículos circularam pelas ruas do DF em apoio a Bolsonaro. A principal concentração foi na Esplanada dos Ministérios. Seis faixas da vida, no sentido Rodoviária-Congresso Nacional, foram ocupadas pelos simpatizantes do deputado.

O candidato do PSL à Presidência da República deixou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, nesse sábado (29). Ele passou 22 dias internado na unidade após ser alvo de um ataque em ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

Sudeste
Em São Paulo, a concentração para a manifestação pró-Bolsonaro (PSL) aconteceu na Avenida Paulista. A organização é feita por políticos aliados do presidenciável, como Eduardo Bolsonaro (filho do deputado), Major Olímpio e general Hamilton Mourão (PRTB) – vice na chapa do militar da reserva.

Candidato do PT e provável adversário de Bolsonaro no 2º turno, Fernando Haddad foi um dos alvos da manifestação. O petista comandou a prefeitura da capital paulista até 2016. No interior paulista, eleitores promoveram atos em Ribeirão Preto, Campinas, Bauru, São José dos Campos e Vinhedo.

As duas maiores cidades de Minas Gerais, Belo Horizonte e Uberlândia, registram protestos pró-Bolsonaro. Na capital mineira, os manifestantes promoveram uma caminhada na região da Pampulha.

No Rio de Janeiro, base eleitoral de Bolsonaro, a manifestação a favor de sua candidatura ocorreu em Niterói. Na capital fluminense, aliados do presidenciável anteciparam o ato para o sábado (29). Local de preferência da equipe de campanha de Bolsonaro, a orla Praia de Copacabana sedia a 23ª Parada do Orgulho LGBTI do Rio de Janeiro neste domingo (30).

No Espírito Santo, apoiadores de Bolsonaro atravessaram a Terceira Ponte, estrutura que liga a capital Vitória à cidade de Vila Velha.

Nordeste
Também pela manhã, manifestantes rodaram 11 bairros de Fortaleza. Inicialmente, a Justiça Eleitoral do estado proibiu a realização da carreata pró-Bolsonaro programada há algumas semanas. Os organizadores, como forma de contornar a decisão, alteraram o caminho planejado. O ponto final da manifestação foi a Praia de Iracema, mesmo local onde ocorreu o ato contra o candidato do PSL na capital cearense.

Em Recife, segundo cálculos da organização, 10 mil pessoas participaram de uma carreata na Praia de Boa Viagem, Zona Sul da capital pernambucana. O evento foi liderado pelo presidente licenciado do PSL, Luciano Bivar.

Apoiadores do presidenciável caminharam pela região do Farol da Barra, em Salvador:

A Paraíba registrou dois atos pró-Bolsonaro: em João Pessoa e Campina Grande. Aliado do presidenciável e senador pelo Espírito Santo, Magno Malta (PR) participou da manifestação na capital paraibana.

No Rio Grande do Norte, a concentração de simpatizantes de Bolsonaro ocorreu no cruzamento do Midway Mall. O movimento é organizado por movimentos potiguares de direita.

Em Maceió (AL), os simpatizantes promoveram uma caminhada pela orla da Praia de Ponta Verde. Em São Luís, os manifestantes percorreram as ruas do bairro do Calhau, zona norte da capital maranhense.

Norte
Três estados da maior região do país registraram atos em suas capitais. Pela manhã, simpatizantes de Bolsonaro percorreram a Ponta Negra, bairro de Manaus. Apoiadores do presidenciável também se manifestaram em Belém:

Centro-Oeste
Em Goiás, os atos registrados na manhã deste domingo ocorreram em Anápolis e Novo Gama, cidade do Entorno do DF. Campo Grande (MS) e Cuiabá (MT) também receberam manifestações.

Sul
Na região, Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS) registraram atos de apoio a Bolsonaro.

 





Redação Macuxi