Escola Estadual Presidente Costa e Silva recebe equipe do Programa Cozinha

A visita é parte das atividades do projeto de iniciação científica “Reaproveitamento de cascas, talos e folhas para o preparo de receitas de baixo custo” – Foto: Divulgação

Por meio da parceria entre a Escola Estadual Presidente Costa e Silva (EEPCS) e o Serviço Social da Indústria (Sesi) a escola recebe na manhã desta quarta-feira, 12, a equipe do Programa Cozinha Brasil. A visita é parte das atividades do projeto de iniciação científica “Reaproveitamento de cascas, talos e folhas para o preparo de receitas de baixo custo”, desenvolvido com a turma do 6.° ano B, coordenado pelas professoras Francielli Lima e Alessandra Ferreira.

O projeto foi desenvolvido ao longo do ano letivo de 2018 e foi apresentado na Feira de Ciências da escola, realizada no último dia 6 de setembro. De acordo com a professora Francielli, o objetivo da parceria com o Sesi é ampliar os conhecimentos acerca do tema do projeto desenvolvido pela turma para Feira de Ciências. “Com essa parceria oportunizaremos a aprendizagem por meio da prática e estaremos ensinando aos alunos alternativas para melhorar a renda familiar, com a utilização de alimentos não convencionais na alimentação diária, tudo de forma mais saudável”, frisou a professora.

Para a gestora pedagógica, Jeane Soares Batista Lima, o principal objetivo da escola com esses projetos é fazer com que o aluno seja o ator principal do processo educativo. “Queremos que nossos alunos atuem como um articulador didático entre a escola e a comunidade. Com esse curso almejamos que nossos alunos despertam o gosto pela alimentação saudável. Outro fator importante é que além de estimular o trabalho em equipe ao mesmo tempo serão estimulados a buscar novos conhecimentos a partir da vivência prática”, relatou a gestora escolar.

A estudante do 6° Ano B, Clara Alves Michel, enfatiza a importância de se trabalhar esse tema diante da crise econômica e social vivida em Roraima e no Brasil. “Hoje estamos vivendo uma crise muito grande, tanto na área social como na área econômica, com isso as pessoas são incentivadas a não desperdiçar alimentos, e ainda são orientadas a como ter uma fonte de renda extra para ajudar no sustento da família. Isso é muito legal! E as informações do Programa Cozinha Brasil nos ajudaram a confirmar as pesquisas realizadas para o desenvolvimento de nosso projeto para a Feira de Ciências, pois podemos sim ter uma alimentação de forma mais saudável, sem precisar gastar tanto pra isso”, disse Clara. Ela ressalta ainda que por meio do Cozinha Brasil descobriu-se novas possibilidades de reaproveitamento dos alimentos, e aprendeu-se a importância da correta higienização dos alimentos, formas de acondicionamento, para conservar os alimentos na geladeira por mais tempo e de forma que não percam os nutrientes.

Cozinha Brasil

O Cozinha Brasil é uma iniciativa do SESI com marca consolidada em todo o Brasil na melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores da indústria a partir da alimentação saudável. Criado em 2004, o Cozinha Brasil consiste em cursos que ensinam o preparo de alimentos saborosos e nutritivos a baixo custo, sem desperdícios e respeitando as diferenças regionais e de estações.

A partir de 2014, o Cozinha Brasil passou a integrar o Programa SESI Alimentação Saudável na Indústria, que prevê uma série de ações em diferentes níveis de complexidade, a depender da necessidade de cada indústria. O objetivo é promover bons hábitos alimentares nos trabalhadores e consequentemente aumentar a produtividade da indústria.

O Programa de Alimentação Saudável oferece dois tipos de ações educativas: pontuais, como kit palestras, material educativo e encontro coletivos com nutricionistas; e vivenciais, como oficinas, cursos de planejamento de cardápio e cursos do Cozinha Brasil. No caso de haver funcionários com risco de desenvolver alguma doença ou já tenham enfermidades, o programa também oferta tratamento personalizado com nutricionista.

Virginia Albuquerque

Redação Macuxi