Investimentos geram emprego e renda nos espaços públicos de Boa Vista

Em Boa Vista muitos empreendedores encontram sucesso graças ao apoio da Prefeitura – Fotos: Cláudia Ferreira

Diante da crise financeira pela qual passa o país, resultando na falta de postos de trabalho, muitos tem buscado formas mais empreendedoras para garantir o sustento. A Prefeitura de Boa Vista, sensível a esse quadro, tem garantido mais oportunidades de emprego e renda a muitas famílias, por meio dos boxes, construção e reformas de quiosques e restaurantes nos espaços públicos da capital.

Ao todo, são cerca de 1.500 pessoas trabalhando nesses locais, que estão em praças, mercados, terminais de ônibus, complexos esportivos, complexos turísticos, na Orla Taumanan, Vila Olímpica e em canteiros centrais de avenidas como a Getúlio Vargas, Jaime Brasil, João Pereira de Melo e ainda no Centro Comercial Caxambú.

“Esse é o papel do poder público: investir no desenvolvimento da cidade, impulsionando e incentivando a geração de emprego e renda com ações nas áreas de infraestrutura, logística e social. Com as reformas dos espaços públicos, estamos incentivando os moradores a frequentarem mais as praças, e, consequentemente aumentando a renda das famílias que trabalham e investem na comercialização de produtos e alimentos”, disse a prefeita Teresa Surita.

Nas praças são 166 quiosques, 139 boxes no Centro Comercial Caxambú, 277 boxes nos mercados São Francisco, Sabá Floresta, Romeu Caldas, Buritis e do Peixe, mais 138 nos terminais Luiz Canuto Chaves, José Campanha Wandeley e João Firmino Neto.

Cerca de 50 desses locais já foram revitalizados, desde 2013, pela prefeita Teresa Surita. Outros 78 estão em reforma, para oferecer um espaço mais amplo, confortável e moderno, como é o caso do Mercado São Francisco, que será entregue nos próximos dias. Outros estão em construção para oferecer mais oportunidades de emprego e renda para mais famílias.

Seu Eize Gomes é um dos empreendedores que atuam em quiosques de Boa Vista. Há 15 anos ele vende lanches na Praça do Caimbé. Com a ajuda da esposa Lucineide e dos filhos, tem garantindo uma clientela fiel. Com o passar dos anos e o sucesso das vendas, ele também pode oferecer oportunidade de trabalho para mais três pessoas.

“É daqui que tiro o sustento da minha família e pago as contas no fim do mês. Com a reforma da praça, o movimento ficou ainda melhor. O local ficou mais iluminado e mais seguro. Tenho prezado pela qualidade dos produtos, pois assim, nossos clientes sempre voltam”, contou Eize.

Prefeitura zela pela qualidade de alimentos comercializados nos espaços públicos

Pensando na qualidade dos alimentos que são oferecidos à população nesses espaços, a Vigilância Sanitária do Município atua de forma educativa para garantir a qualidade dos serviços oferecidos. São ações que consistem na capacitação dos permissionários sobre boas práticas e manipulação dos alimentos, além de orientações e inspeções sanitárias.

O objetivo é fazer com que o vendedor, o processo de manipulação, os equipamentos e o ambiente estejam de acordo com a norma sanitária para que os alimentos sejam oferecidos de forma segura à população.

Além disso, a Prefeitura de Boa Vista capacitou os empreendedores desses locais por meio de cursos promovidos pelo Sebrae e Senai, para garantir a melhor forma da prática comercial. Com os conhecimentos adquiridos, eles adotam medidas importantes para facilitar o ramo de atuação.

Shirleia Rios

 

Redação Macuxi